A Conexão Rússia ajuda você a entrar nas melhores universidades de medicina da Rússia sem precisar de vestibular em 2019!

Alunos estrangeiros que estudam medicina na Rússia
Alunos estrangeiros que estudam medicina na Rússia

Facilidades para estudar medicina na Rússia

Mais de mil brasileiros já foram estudar medicina e outros cursos na Rússia. Nos últimos anos, houve um aumento de 20% na procura por vagas, especialmente de medicina. Segundo a embaixada do Brasil na Rússia, são 600 estudantes brasileiros no país e 500 estudam medicina.

Isso se deve ao fato que o curso de medicina na Rússia é mais barato do que em faculdades brasileiras. E também não há vestibular para entrar nas Universidades Russas, porém o aluno estrangeiro só precisa aprender o idioma russo. Esse curso é oferecido na própria universidade na qual o aluno escolher estudar.

Universidade de Medicina de Krasnodar- referência na Europa

“Eu tentei medicina por vários anos no Brasil e cheguei ao meu limite. Não queria mais aquela vida estressante e cara de vestibulando que temos que enfrentar no Brasil. Foi quando pensei em estudar fora, o que já era uma vontade. Encontrei a Conexão Rússia e me deram toda a assistência necessária de forma clara e objetiva”, conta o paulista Jean Carlos, 21, que cursa medicina em Krasnodar há dois anos.

Curso preparatório em russo 

Para ser aceito em uma faculdade de medicina, os estudantes devem se inscrever em um curso preparatório. Esse curso que tem duração média de 12 meses. Por fim o pedido é feito diretamente com a Universidade ,na qual o aluno estrangeiro escolhe estudar na Rússia.

O processo burocrático pode ser auxiliado por instituições que fazem a intermediação entre os estudantes e as instituições. Os ingressantes nos cursos preparatórios têm aulas do idioma russo, introdução à cultura do país e noções básicas de algumas disciplinas de medicina.  Após esse curso, o aluno presta um exame para verificar se está apto para iniciar o curso de medicina.  Nesse exame é testado principalmente o aprendizado do idioma e as matérias de noções básicas.

No curso superior, as aulas são ministradas totalmente em russo, sendo necessário tanto para atividades cotidianas quanto para o atendimento a pacientes. Ao final a maioria dos estudantes sai com razoável domínio do idioma. 

O modelo de ensino também é um diferencial para os estudantes brasileiros. Nas faculdades russas, as turmas são menores, com até 12 alunos cada. As avaliações são feitas por meio de provas orais ao final de cada aula. Se o aluno não passar em uma avaliação, precisa refazê-la até ser aprovado; ao final da disciplina, é feito um exame com todos os conteúdos ensinados. 

“Absorvemos melhor as informações do que em uma sala com 40, 50 alunos. É uma mentalidade totalmente diferente da ocidental; para tudo se tem uma hierarquia. Culturalmente eles exigem que você tenha responsabilidade desde o primeiro dia na universidade”, segundo o Jean

Custos e oportunidades 

O custo é um fator decisivo para muitos estudantes. Na Rússia, o valor médio por ano é de US$ 3-4 mil, aproximadamente R$ 10-12 mil . Isso incluindo as mensalidades para o semestre letivo, alojamento e seguro saúde. 

Os estudantes formados na Rússia podem praticar a profissão em países da União Europeia, graças ao Tratado de Bolonha, assinado em 2003. Esse tratado permite a livre circulação de estudantes e profissionais do ensino superior entre os países signatários. 

Além disso, o estudante deve realizar as provas do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida). Nessa fase, cerca de 80% dos candidatos formados em universidades russas tem seu diploma validado. 

“Me formei em julho de 2015, iniciei o processo de validação do diploma no final do mesmo ano e em abril de 2016 já estava com meu CRM”, diz Tatiane Oliveira, que se formou na Universidade de Moscou e desde maio de 2016 trabalha no Hospital Santa Marcelina, em São Paulo. “Nunca enfrentei nenhum tipo de preconceito. Quando falo que me formei na Rússia, normalmente as pessoas enxergam como um mérito a mais”, conclui.”

Especialidades médicas na Rússia

Muitos estrangeiros buscam a Rússia como opção na hora de cursar uma especialização na área da medicina, isso devido aos seus baixos custos, facilidade no processo de admissão e distribuição de vagas em distintas especialidades, como também o tempo de duração do curso, que é de dois anos em tempo integral. No entanto, em dois anos é possível cursar toda a teoria e prática nessa cobiçada área, enquanto que um programa de especialização médica na América Latina dura 3 anos.

Uma ampla gama de universidades e programas educacionais

As universidades russas oferecem entre seus programas de estudos: programas preparatórios (especializações, mestrados, etc…), programas curtos (cursos de verão, a cada semestre na Rússia, entre outros), Programas de aprendizagem do idioma russo, programas de formação profissional e capacitação, e programas de supervisão durante o primeiro ano de estudo.

A possibilidade de estudar russo

Mais de 260 milhões de pessoas ao redor do mundo falam russo. Portanto os estudantes estrangeiros podem estudar através do programa de estudos para obtenção do certificado do idioma russo em qualquer uma das instituições superiores da Rússia.

Possibilidade de obter o diploma duplo

Os diplomas obtidos em qualquer uma das universidades russas são reconhecidos a nível internacional na maioria dos países ao redor do mundo, onde são realizados programas em parceria com diferentes universidades estrangeiras para a emissão de duplo diploma para os egressos, isto é, após estudar na Rússia, o estudante poderá optar além do diploma russo, outro em uma universidade europeia, por exemplo.

Campus e residências estudantis, confortáveis e mobiliadas

As universidades russas oferecem, desde a muito tempo, o mais alto nível de qualidade em termos de equipamentos de laboratório, centros científicos e edifícios educativos. Além disso, as distintas universidades oferecem moradias estudantis a um preço em conta, em comparação com as diferentes universidades de alto prestígio de toda a Europa.

Facilidade de adaptação para estrangeiros

A Rússia, devido a constante chegada de estrangeiros, é considerada um país multiétnico, tornando fácil a adaptação de qualquer pessoa. Ademais, as universidades russas oferecem distintos programas de adaptação a estrangeiros, com disponibilidade de programa de supervisão no primeiro ano. Dessa forma, na Rússia, se garante liberdade religiosa, cultural, étnica, etc… permitindo aos estrangeiros que se sintam em casa.

Para mais informações envie uma mensagem para a gente. Lembrando que o diploma de medicina na Rússia é aceito no Brasil e mais de 80% dos alunos acabam passando na prova do revalida. Além do preço desses cursos serem muito mais acessíveis do que o Brasil e o governo russo oferece muitas vezes bolsas de estudos integrais para os alunos estrangeiros. Entrem em contato conosco por aqui.

Leia também: estudar medicina na Rússia é vantajoso?

WhatsApp chat